Obras do Centro Administrativo marcam a implantação do Jardim Botânico de Piracicaba no bairro Santa Rita

Plano fornece as diretrizes para a gestão da arborização urbana em Piracicaba
31 de July de 2020
Mostrar todos

Obras do Centro Administrativo marcam a implantação do Jardim Botânico de Piracicaba no bairro Santa Rita

Masterplan

Um sonho antigo de muitos piracicabanos está se tornando realidade. A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria de Defesa do Meio Ambiente – Sedema – deu início às obras do Centro Administrativo do Jardim Botânico – unidade Santa Rita. A edificação, a partir de projeto elaborado pelos técnicos municipais, faz parte do conjunto de obras previstas no Plano de Ocupação (Master Plan) desenvolvido para o local pela empresa piracicabana Propark Paisagismo e Ambiente Ltda., que há quase cinquenta anos atua em atividades de paisagismo e conservação da natureza.

Os trabalhos de planejamento da área, financiados pela Associação dos Amigos do Jardim Botânico de Piracicaba (AAJBP), foram entregues na semana passada pelo seu presidente, Urbano Campos Ribeiral Junior, ao prefeito Barjas Negri, em reunião no seu gabinete. Na oportunidade, estavam presentes o Secretário da Sedema, José Otávio Menten, grande incentivador do empreendimento, além dos diretores da Propark, José Flávio e Marcelo Leão e de colaboradores da municipalidade.

O Plano de ocupação prevê o cercamento da área, com a instalação de uma portaria à Rua Lívio Ferraciú, além da construção de um Centro de Convivência, espaço múltiplo destinado a abrigar coleções de espécies vegetais e desenvolver atividades de Educação Ambiental. O Jardim Botânico contará também com áreas de estar e trilhas interpretativas da natureza, além de um anfiteatro natural, aproveitando a declividade do terreno, para a realização de apresentações culturais e artísticas ao ar livre.

Segundo o Prof. José Flávio Machado Leão, responsável pelo trabalho de planejamento, a proposta de ocupação da área é criar a sensação de envolvimento dos frequentadores do espaço verde, permitindo que desfrutem visuais atraentes, quando percorrem um circuito de uso múltiplo, que possibilita o desenvolvimento de lazer passivo (contemplação), e de atividades recreativas, educacionais e esportivas”. 

Resgate da flora nativa da região

Ao redor do lago existente está prevista a implantação de um bosque heterogêneo, composto por espécies arbóreas nativas da região de Piracicaba para enriquecer a vegetação já existente. “A principal missão do Jardim Botânico é a conservação da a Floresta Estacional Decidual – formação vegetal componente do bioma Mata Atlântica – que no passado recobriu a maior parte das terras do município e que hoje se encontra reduzido a pequenos fragmentos, em sua maioria com elevado grau de degradação”, explica o Prof. Vinicius Castro Souza, da Esalq-USP, que orientou a seleção das espécies  vegetais. 

Dessa forma, o Plano propõe o plantio de  árvores e arbustos isolados, ou em pequenos grupos nas áreas gramadas para compor as coleções específicas – árvores de madeira de lei, espécies com propriedades medicinais, frutíferas indígenas, entre outras – além daquelas de valor ornamental, levando-se em conta seu porte adulto, arquitetura, época de florescimento, características da folhagem e da floração. Essas plantas estão dispostas em um arranjo natural, que adota o partido paisagístico inglês. Nessa tendência, estabelece-se um plano de ocupação composto por amplos relvados, circundados por bosques heterogêneos.

O Prof. Menten, secretário da Sedema completa que a maior preocupação é criar  no Jardim Botânico – unidade Santa Rita – um ambiente bonito, agradável e funcional, adequado ao desenvolvimento de atividades de ensino e pesquisa, que permita aos seus frequentadores desfrutar os benefícios de um cenário natural, ao mesmo tempo confortável e seguro, ampliando seus conhecimentos sobre o maravilhoso mundo das plantas, em especial aquelas relacionadas à região de Piracicaba, muitas vezes esquecidas e relegadas a plano inferior nas composições paisagísticas desenvolvidas no país.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *